Nivaldo Dzyekanski assume presidência da Associação Brasileira de Angus
Empresário e pecuarista substitui José Roberto Pires Weber. Cerimônia de posse acontece nesta sexta-feira em Porto Alegre
Nivaldo Dzyekanski assume presidência da Associação Brasileira de Angus

Dar cada vez mais visibilidade à raça Angus e fomentar o maior programa de carne de qualidade do país, o Carne Angus Certificada, está entre as metas da nova gestão da Associação Brasileira de Angus, que passa a ser encabeçada por Nivaldo Dzyekanski no período 2019/2020. O pecuarista e empresário assume o cargo nesta sexta-feira (11) em cerimônia fechada que acontece às 14 horas na sede da Associação, em Porto Alegre (RS). Dzyekanski assume no lugar de José Roberto Pires Weber, à frente da associação nas últimas duas gestões (2015/2016 e 2017/2018).

O novo presidente inicia seu mandato com foco em aproximar mais o campo da indústria, estreitando relacionamento de técnicos com produtores da raça. “Essa relação resulta no melhoramento genético dos animais, qualifica ainda mais a carne e atrai consumidores para a Angus”, afirma. Em 2019, a associação vai ampliar o calendário de ações em todas as regiões do país, colocando em campo o corpo técnico para mostrar aos criadores os cuidados no manejo, as vantagens da criação e o retorno financeiro para quem investe tanto na produção de animais de argola como na produção de carne.

De acordo com Dzyekanski, o roteiro de Norte a Sul do Brasil contempla iniciativas como o Circuito Touro Angus Registrado, iniciativa que ao longo de 2018 passou por diversas cidades brasileiras, na qual técnicos da Associação abordaram aspectos da genética Angus e suas vantagens para alcançar o máximo de rentabilidade na produção.  “Vamos percorrer novos estados e regiões para mostrar a importância da análise correta dos reprodutores de acordo com cada sistema de produção e com os objetivos de cada propriedade”, salientou. O dirigente pretende também fomentar as giras técnicas, eventos cujo formato possibilita levar conhecimento a diversas propriedades. Pelo lado do consumidor, a Associação também quer intensificar as churrascadas, que têm a carne Angus como protagonista.

José Roberto Pires Weber ressaltou que a raça Angus é sucesso consolidado na pecuária nacional, sendo a mais utilizada em cruzamentos em todo o país, com mais de 4 milhões de doses de sêmen vendidas.  “A qualidade do nosso programa de carne decorre de vários fatores, mas o primordial é a manutenção de regras fixas, pois não abrimos mão da qualidade”, salientou Weber, referindo-se à crise econômica que também repercutiu sobre o setor.  Segundo Weber, mesmo em meio a turbulências, o programa registrou aumento de 18% no volume de carne produzida com o mesmo número de animais entregues aos frigoríficos. “Isso significa que houve um melhor aproveitamento de carcaça e um maior cuidado em todo o processo”, afirma Weber, que ressalta o aumento do corpo técnico de 16 para 27 inspetores em função da forte demanda de mercado. “Encerramos nossa gestão entregando uma associação enxuta e com uma situação financeira estável. Temos certeza que a diretoria que chega fará muito mais em favor da raça”, pontuou.

Foto: Carolina Jardine/Divulgação
Texto: Associação Brasileira de Angus

  • Data.
    Agro brasileiro promove práticas de preservação ambiental

    Durante a última semana, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que o Brasil produz de modo sustentável e "está na vanguarda do mundo preservando a natureza". A afirmação vai ao encontro de d [...]

  • Data...
    Morre o touro Ornado do Leblon

    O touro Ornado do Leblon, ícone da raça Nelore Mocho, faleceu aos sete anos de idade. O reprodutor era fechado em linhagem OB, sendo filho de Feriado OB em matriz Achego OB, uma excelente o [...]